O que fazer em Floripa em dias de chuva??

Não se preocupe, Floripa não é só praia!

Aqui também temos diversas opções para os dias de chuva!

 

1. Palácio Cruz e Souza: é uma casa rosa, tombada pelo patrimônico histórico e cultural, situado próximo a Praça XV de Novembro (aproveite para dar uma passada e ver a Figueira centenária, outro ponto turístico da ilha). O Palácio Cruz e Souza é uma construção colonial, que sofreu modificações no final do século 19.

Fica aberto de terça a sexta, da 10h às 18h e sábados, domingos e feriados, das 10h às 16h. É cobrado ingresso, que custa em torno de R$5,00.

 

2. Casa da Alfândega: local onde funciona o maior mercado de artesanato da ilha, que abriga cerca de 120 artesãos, provenientes de várias regiões do estado. Diariamente você pode ver vários deles demonstrando a sua arte e suas técnicas. Aproveite para conhecer de perto a confecção de vários itens de artesanato da região. A Casa da Alfândega fica localizada a Rua Conselheiro Mafra, n. 141, no Bairro Centro. A entrada é gratuita, e o horário de  atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h30min e aos sábados, das 9h às 13h.

 

3. Mercado Público: É uma dica cultural e gastronômica. É um passeio quase que imperdível para se fazer em Florianópolis. O mercado está localizado no Centro da cidade, em uma propriedade também tombada, e que teve uma parte recentemente reinaugurada. O local reúne artistas, boêmios e intelectuais. Lá você encontra roupas, utensílios, alimentos e trabalhos de artesanato em cerâmica, palha e vime. É o melhor lugar para comprar um pescado fresco e existem várias opções de bares e restaurantes para degustar iguarias especiais.

4. Exposições e shows: é verdade que Florianópolis não recebe um grande número de atrações como shows, exposições e peças de teatro. Mas vale sempre dar uma olhada na programação pois as vezes você encontra algo interessante. Agora por exemplo, até o dia 14 de Novembro, acontece a exposição de Joan Miró, no Museu de Arte de Santa Catarina – Masc. Vale muito a visita!

5. Cinema: Claro que é o tipo de programa que você pode fazer praticamente em qualquer cidade, mas cinema é sempre um bom programa! Florianópolis possui várias salas de cinema espalhadas em 3 diferentes shoppings da ilha (Beiramar, Iguatemi e Floripa). Para quem gosta de filmes mais alternativos e de época, Florianópolis conta com duas opções:  o Paradigma Cinearte, localizado no Corporate Park, na SC-401, caminho para as praias do norte e o cinema do CIC (Centro integrado de cultura), que fica no bairro agronômica, próximo ao bairro Centro.

 

Fonte: Apino Turismo.

#6 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Museus
Read More #6 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Museus

Em Florianópolis você encontra diversos museus. Seja nas praias, no Centro ou até mesmo no mar. E você sabe, conhecer um museu é conhecer a história de uma comunidade.

palacio_cruz_e_souza

Aí vão algumas dicas:

»Fundação Hassis.

Acervo do artista plástico H Assis Correia.
Rua Luiz da Costa Freysleben, 87 – Itaguaçu – Florianópolis.

»Museu do Homem do Sambaqui.
Rua Esteves Júnior, 711 – Centro.
O museu encontra-se instalado dentro do Colégio Catarinense, que por si só já é de interesse histórico e arquitetônico.
Sambaquis são resíduos de conchas acumuladas pelo homem (no caso, os índios que habitavam a região); no Brasil, a região de Santa Catarina é a mais rica em sambaquis.
Em Florianópolis existe também o Museu do Indio, à Rua Pedro Soares, 74, no Centro; ainda existem tribos de índios no Estado.

»Museu Victor Meirelles.
Rua Victor Meirelles, 59 – Florianópolis.
Instalado na casa em que nasceu o artista; ver acervo.

»Projeto de Arqueologia Subaquática.
Rua Acácio Melo, 79 – Jurerê – Florianópolis.
“O Projeto de Arqueologia Subaquática é uma ONG dedicada à Arqueologia e História Marítima no Estado de Santa Catarina, Brasil. Com autorização da Marinha do Brasil e financiamento da Fundação de Apoio à Pesquisa Científica e Tecnológica do Estado de Santa Catarina (FAPESC), realiza a escavação, a conservação e os estudos de um naufrágio localizado na Praia dos Ingleses, na Ilha de Santa Catarina.”

»Casa da Memória.
Rua Padre Miguelinho, 58 – Centro – Florianópolis.
“O órgão reúne, restaura, organiza, preserva e divulga registros visuais, sonoros, bibliográficos e documentais relativos à história, à memória, à identidade e à produção cultural de Florianópolis. Parte do acervo é composto de doações feitas pela população.”

Ivete Sangalo em Jurerê
Read More Ivete Sangalo em Jurerê

Prepara-se para começar a festa!

shows_ivete_sangalo_9066

Dia 09/08 na Devassa On Stage em Jurerê. Clique na imagem e consulte nossas diárias para passar um final de semana especial.

Compre direto pelo site.

 

 

 

#5 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Igrejas
Read More #5 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Igrejas

Um dos lugares preferidos a serem visitados por turistas em qualquer local do mundo são as igrejas. Principalmente por que se consegue entender um pouco da história por trás da cidade, país e comunidade. E em Floripa não é diferente, você pode ver várias igrejas no melhor estilo açoriano, no centro de comunidades que ao longo dos 280 anos foram se criando. Aí vai:

TURISMO – Igrejas

Florianópolis SC

Igreja de Nossa Senhora do Rosário e São Benedito

Esta Igreja começou a ser erguida em 1787 e foi concluída somente em 1830. A demora se deve ao fato da Irmandade de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos ser uma confraria muito pobre, composta principalmente por escravos e ex-escravos. Apesar de singela, ela se destaca no Centro Histórico, sobretudo pela sua belíssima escadaria que desemboca na rua Trajano.
Rua Marechal Guilherme, 60

Igreja São Francisco

Com arquitetura mesclando os estilos barroco e neoclássico, a Igreja pertence à Ordem Terceira de São Francisco da Penitência foi inaugurada em 1815 e permanece como resquício do Período Colonial em Florianópolis. Como a Ordem sempre foi protetora dos menos afortunados, a entrada da Igreja abriga pedintes que contam com a caridade dos devotos. Esquina da rua Deodoro com a rua Felipe Schmidt

Igreja São Sebastião

Esta Igreja foi construída em uma época que a cidade foi assolada por uma peste. Como São Sebastião é o santo protetor das epidemias, o povo passou a ter uma grande devoção a ele. Além disso, a Igreja marca o fim do trabalho escravo e início do trabalho imigrante, que deu à obra características neoromânicas e neogóticas. Na frente da Igreja está o Largo São Sebastião, onde aos sábados de manhã acontece uma feira onde os colonos vendem seus produtos. Largo São Sebastião da Praia de Fora

Capela do Menino Deus e da Irmandade do Senhor Jesus dos Passos

Além de apresentar uma das mais belas vistas panorâmicas do centro da cidade, a capela possui o segundo maior acervo de arte sacra em Florianópolis. No mesmo terreno ficam o Hospital de Caridade, o Cemitéiro da Irmandade de Nosso Senhor Jesus dos Passos e, futuramente, o Parque Ecológico Menino Deus e o Museu Farmaco-Hospitalar de Santa Catarina. Rua Menino Deus, 376

Igreja Nossa Senhora do Parto

A Igreja foi construída por alguns devotos da Santa que faziam parte da Contraria do Rosário e São Benedito. Como a Confraria era de pessoas humildes, a obra demorou vinte anos para ser concluída – de 1841 a 1861. Enquanto isso, a imagem da Santa ficou primeiramente na Igreja do Rosário e, depois, na Matriz.
Rua Conselheiro Mafra, 674

Igreja Santo Antônio

Em 1908 alguns freis da Ordem de São Francisco chegaram à Ilha e adquiriram uma chácara no topo de uma colina. Em 1921, com a ajuda de alguns moradores, os franciscanos construíram esta Igreja que, apesar de encontrar-se no centro da cidade, fica em um lugar calmo e acolhedor.
Rua Padre Schuller, 81

Capela Divino Espírito Santo

Construída pela Irmandade do Divino Espírito Santo, a obra tem sua história ligada à do Asilo de Órfãs. Isso porque o Asilo era um dos objetivos da Irmandade. Em 1900 a Paróquia de Nossa Senhora do Desterro se comprometeu a doar o terreno desde que a Irmandade construísse o prédio. Assim, em 1909 a Capela ficou pronta e, em 1910, o Asilo. No final do mês de maio acontece na Praça Getúlio Vargas, em frente à Igreja, a Festa do Divino Espírito Santo.
Praça Getúlio Vargas, 212

Igreja Evangélica de Confissão Luterana

Construída em 1913, a Igreja marca a presença da pequena colonização alemã na Ilha. Com as características neogóticas preservadas até hoje, a Igreja ocupou o mesmo terreno em que ficava a Escola Alemã. A área foi cortada em 1958 para dar espaço à rua Leoberto Leal. Em frente à Escola funcionou um pequeno hospital mantido pela colônia alemã, a qual passou por uma séria crise durante a Segunda Guerra Mundial. O Hospital e a Escola encerraram suas atividades, mas os cultos na Igreja permanecem.
Rua Nereu Ramos, 21

Florianópolis SC

Fonte: Florianópolis.TV

#4 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Ribeirão da Ilha
Read More #4 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Ribeirão da Ilha

Floripa tem vários bairros que são antigas colônias de pescadores e de imigrantes. Um dos mais antigos e tradicionais da cidade é o distrito do Ribeirão da Ilha, localizado no sul da ilha, à 40km de Jurerê.

Lá é possível encontrar casas coloridas no estilo açoriano e também muitos restaurantes de frutos do mar especializados em ostras, já que a maricultura é uma atividade muito praticada na região. Veja neste post mais informações sobre o local e também algumas dicas de restaurantes.

Ribeirão da Ilha

Foi no Ribeirão que atracaram os primeiros portugueses que chegaram na Ilha de Santa Catarina, por volta do ano 1506. Entre 1748 e 1756 mais de 60 famílias desembarcaram na região, formando uma das primeiras vilas de imigrantes açorianos da região. O distrito do Ribeirão da Ilha foi criado em julho de 1809 e é o segundo mais antigo de Florianópolis, atrás apenas do distrito de Santo Antônio de Lisboa.

Casas açorianas

Os traços da cultura açoriana ainda são presentes na região e podem ser facilmente identificados pelo estilo colorido de muitas casas que existem no bairro.  Este estilo também está presente em várias regiões de Floripa, como em Santo Antônio de Lisboa e no centro da cidade.

Na pracinha principal do Ribeirão da Ilha há uma igrejinha, a Igreja Nossa Senhora da Lapa, construída entre 1763 e 1806 e que atualmente encontra-se em restauração. O Imperador Dom Pedro II a visitou na sua passagem pela Ilha de Santa Catarina, em 1845, quando fez uma doação de 400 mil réis para ajudar a fazer uns reparos finais na obra da igreja.

Pracinha do Ribeirão da Ilha - Floripa

Igrejinha do Ribeirão da Ilha

Na costa do bairro há várias pequenas praias, a maior dela com 700 metros de extensão, mas elas não são muito procuradas por quem que curtir o sol e o mar. O maior atrativo do local são as casas históricas e os restaurantes.

A região do Ribeirão da Ilha é a maior produtora de ostras do país, responsável por abastecer o mercado nacional e também mercados internacionais. A maricultura é a principal fonte de renda de muitas famílias que moram no bairro e as fazendas de ostras são facilmente avistadas por quem circula pelo bairro.

Praia do Ribeirão da Ilha - Floripa

Fazenda de ostras no Ribeirão da Ilha

Um dos primeiros restaurantes que surgem para quem chega no bairro é o Porto do Contrato,localizado na Rod. Baldicero Filomeno, 5544. Ele tem este nome porque na região havia um pequeno porto, cuja história está escrita num mural logo na entrada do restaurante:

“O Porto do Contrato, o mais importante do Ribeirão da Ilha, já era conhecido desde a estada de Sebastian Cabotto em 1526, que foi quem batizou a localidade com o nome de Ribeirão e também deu nome à Ilha de Santa Catarina. 

O Porto passou a ser reativado só a partir da chegada dos imigrantes açorianos e africanos em 1760. Na década de 1940, podíamos ainda presenciar os últimos trabalhos comerciais realizados no seu cais, o mar pedia a função de caminho, pois as estradas estavam sendo abertas e um pretenso progresso estava chegando.”

Restaurante Porto do Contrato - Ribeirão da Ilha, Floripa

Trapiche do Porto do Contrato

O cardápio do Porto do Contrato possui diversas opções de ostras como entrada, com o valor da dúzia variando entre R$19,00 e R$29,00. Também há bolinhos, porções de camarão, lula e isca de peixe, entre outros petiscos. Os pratos principais servem fartamente duas pessoas e os valores variam entre R$69,00 e R$ 149,00. No site do restaurante é possível ver imagens dos pratos e outras informações como o horário de funcionamento.

Porção de Isca de Linguado no Porto do Contrato

Envoltine de Linguado no Porto do Contrato - Floripa

Pirão de Peixe no Porto do Contrato - Floripa

Outro restaurante muito bem frequentado no Ribeirão, e que recebeu o prêmio de “Melhor Ostra” pela Revista Veja em 2012, é o Ostradamus, localizado poucos metros depois da pracinha do bairro, na Rod. Baldicero Filomeno, 7640.

Com um atendimento excelente e um ambiente bem decorado, o restaurante costuma estar sempre lotado e com lista de espera, principalmente nos finais de semana. Há várias mesas no ambiente interno, mas você pode ter a sorte de conseguir uma mesa no trapiche, que avança sobre o mar e proporciona uma bela vista panorâmica da região.

Restaurante Ostradamus - Ribeirão da Ilha, Floripa

Trapiche do restaurante Ostradamus

Trapiche do Ostradamus - Floripa

O cardápio do Ostradamus oferece várias opções de entradas, com valores que variam de R$18,00 a R$55,00. A porção com uma dúzia de ostras depuradas custa na faixa de R$33,00 e há vários tipos disponíveis, como ao bafo, gratinada, à milaneza, entre outras. Os pratos principais com peixes ou camarões, que servem fartamente duas pessoas, custam entre R$ 94,00 e R$ 168,00. Na Fan Page do Ostradamus no Facebook é possível encontrar diversas fotos dos pratos e do ambiente.

Pastel de Camarão no Ostradamus

Ostras defumadas e gratinadas no Ostradamus - Floripa

Salmão no Ostradamus - Floripa

Em frente ao Ostradamus está o café “Tens Tempo”, que é do mesmo proprietário do restaurante e oferece uma grande variedade de doces típicos portugueses.

Café Tens Tempo - Ribeirão da Ilha, Floripa

Estes dois restaurantes citados no post são os mais tradicionais e também os mais caros do Ribeirão da Ilha. Mas há várias outras opções no bairro, como o restaurante Muqueca da Ilha, o Engenho do Vô, o Freguesia das Ostras, o Ostra da Ilha, a Petiscaria do Mané e a Ostreria Umas e Ostras. Só conheço os dois que indiquei acima e posso garantir que ambos são uma ótima escolha.

Restaurante Muqueca da Ilha

Fonte: meusroteirosdeviagem.com.br

#3 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Lagoa da Conceição
Read More #3 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Lagoa da Conceição

Situada no centro geográfico da ilha, à 20km de Jurerê, a Lagoa da Conceição não é famosa apenas por ser o point noturno de Florianópolis. O cartão-postal é emoldurado por construções antigas (Canto dos Araçás), vilas de pescadores com bares e restaurantes (Canto da Lagoa), núcleos de artesanato, escolas de windsurf… Para apreciar de cima os 15 quilômetros quadrados do espelho d´água e seus arredores siga para o mirante do Morro da Lagoa ou para o restaurante Ponto de Vista, depois da Praia Mole – a paisagem do deck é perfeita.

large

Esportes 

É comum encontrar praticantes de wind e kitesurfe, vela, caiaque e jet-ski nas águas da lagoa. Nos arredores, as praias vizinhas reúnem surfistas enquanto as dunas atraem os adeptos do sandboard. Dos morros em volta partem parapentes e asas-delta. Já as trilhas são invadidas pelas turmas do trekking e da mountain bike.

Artesanato

Diversas casas e lojinhas espalhadas pela Avenida das Rendeiras oferecem as tradicionais rendas de bilro em forma de vestidos, toalhas, cortinas…

Noite

Bares, restaurantes e boates dominam o Canto da Lagoa, o Canto dos Araçás, o Centrinho, a Avenida das Rendeiras e o Caminho para a Praia Mole. Tem opção para todos os gostos, estilos e paladares.

Cultura 

No Canto dos Araçás fica o Santuário de  Nossa Senhora da Conceição. Erguida em 1750, a igreja preserva os sinos doados por D. Pedro II em 1847. 

39930286

Restaurantes

Na Costa da Lagoa, acessível por barquinhos que partem da Av. das Rendeiras, formada por vilas de pescadores, há uma infinidade de restaurantes especializados em frutos do mar e que servem os pratos a preços em conta. Já no Canto da Lagoa ficam os estabelecimentos sofisticados, com pratos da culinária regional e internacional.

Fonte: Férias Brasil

#2 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Cinemas
Read More #2 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Cinemas

Nada como um cinema a dois no inverno, ainda mais com aquela programação especial. Localizado no norte da ilha, à 10km de Jurerê, o “Paradigma Cine Arte” foi criado por várias empresas e com um sistema colaborativo entre elas, mantém esta opção de entretenimento.

Toda programação deste cinema é Cult, com filmes franceses, italianos e de outros países que não entram no circuito comercial.

Esta semana, a programação é esta. Se quiser saber mais sobre, clique na imagem.

Recomendamos você ir até lá, tomar um café no François Café e depois pegar uma sessão. Vale muito a pena pela localização, pela comida, pela arte e pela diversão.

 

#1 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Santo Antonio de Lisboa
Read More #1 Sete dicas para você fazer em Jurerê | Santo Antonio de Lisboa

Como as férias escolares de inverno estão acabando, resolvemos criar ou dar dicas do que fazer em Jurerê nesta semana.

Todos os dias vamos postar uma dica para você aproveitar mais de nossa Ilha da Magia. Vamos lá!

1. Curtir os restaurantes de Santo Antônio de Lisboa

santo antonio de lisboa 2354 13052013

À 12 quilômetros de Jurerê, quando você entrar neste bairro charmoso e estiloso, você vai se encantar. Construções do século 18 e 19 no melhor estilo açoriano. Lá, temos a Via Gastronômica do Norte da Ilha com diversos restaurantes, bares e cafés, com comida italiana, contemporânea, açoriana, hamburguerias e diversas opções para você se deliciar.

E a vista, ah a vista!

17310804

Quando visitar Jurerê, visite Santo Antonio de Lisboa, você terá um dia inesquecível.

 

Dica do Cliente – Vem pra Jurerê
Read More Dica do Cliente – Vem pra Jurerê

post-facebook

Bom dia! Vejam só o comentário que recebemos da hóspede Marina. Faça como ela, aproveite para comprar o pacote de natal e reveillon e passe dias inesquecíveis em Jurerê, por que estão acabando! #vemproseteilhas #natalseteilhas #reveillonseteilhas #reveillonemjurerê